Conheça a nova linha CBM PRO Saiba mais
O efetivo Sistema Toyota de Produção

Um dos grandes marcos do crescimento japonês após o término da Segunda Guerra Mundial foi o Toyotismo. Popularizado pela fabricante de carros Toyota, seu método de produção tornou-se em poucos anos um dos mais utilizados no Japão. Mas afinal, de que se trata o sistema Toyota de produção?

Para que você possa entender melhor sua importância, e até mesmo aplicar esse modelo de produção, vamos analisar o que foi o toyotismo e como suas ideias influenciaram até mesmo outras vertentes de produção do mercado.

A raiz do sistema Toyota de Produção: o Toyotismo

O Toyotismo foi uma das soluções responsáveis por manter o Japão firme no pós-guerra. Naquele período, o país não tinha os mesmos recursos e espaço que outras grandes nações possuíam para realizar a produção e fazer a estocagem de produtos.

O modelo foi proposto por Eiji Toyoda na década de 1950. Membro de uma família abastada no Japão, Eiji percebeu que o modelo Fordista – o qual incentivava a produção em massa – não se adequava à realidade japonesa. Após alguns anos de estudo, o sistema Toyota de produção passou a ser aplicado nas fábricas de sua própria montadora de automóveis.

Basicamente, o toyotismo seguiu uma vertente quase oposta ao fordismo. Nele, não há uma estocagem de produtos: ao invés disso, a produção é direcionada de acordo com a demanda do mercado, tornando-a mais flexível com as condições da empresa.

O modelo se tornou tão popular que o crescimento da Toyota nos anos 1970 foi visível em todo planeta. Atualmente, os princípios do Toyotismo são aplicados em praticamente todos os setores da indústria, com suas devidas adaptações.

Como funciona o atual Toyota Lean Management?

Durante o período de crescimento da Toyota, outros executivos da empresa adicionaram metodologias ao já bem estabelecido modelo de produção, o que potencializou ainda mais a eficiência da empresa. E este foi o Lean Management, que hoje se aplica não apenas em grandes empresas, mas também em startups e grupos de pequeno e médio porte.

O Lean Management, ou Lean Thinking, favorece a produção enxuta de produtos e serviços. Isto é, os dois modelos buscam pelos recursos mais acessíveis e seguros para realizarem seus investimentos, com testes e pesquisas profundas para amenizar os riscos.

Técnicas como o Design Thinking, que valorizam a assertividade dos projetos de maneira mais direta, e o Minimum Viable Product, que apresenta uma amostra do projeto com o investimento mínimo, surgiram a partir do Lean Management, aplicado até hoje pela Toyota.

O sistema moderno de produção para empresas: Just in Time

Por fim, além do Lean Management, a Toyota se estabeleceu em definitivo no mercado com a aplicação da metodologia Just in Time em suas produções. Encontrando seu principal uso no E-Commerce, o Just in Time aplica as técnicas de produção sob demanda a outros processos importantes.

No Just in Time, tanto os gestores como os funcionários responsáveis otimizam todas as etapas do processo de fabricação, desde o recebimento do pedido até a entrega dos bens e serviços. Dessa forma, os custos de logística são reduzidos e a empresa se mantém sempre apta a receber novos pedidos.

O sistema Toyota de produção não afetou apenas o Japão. Suas ideias, revolucionárias, trouxeram novos ares aos gestores de empresas e até hoje seus princípios são empregados e atualizados de formas únicas. Entender suas particularidades é estar um passo à frente no mercado. Portanto, não deixe de empregar cada um dos princípios de produção da Toyota em seu negócio.

 

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Produto adicionado ao carrinho

  • Nenhum produto na lista

  • 1