Infográfico – 5 pontos que contribuem para uma gestão de estoque eficaz!

Atualizado em 20 de junho de 2022
Por Dougas Kamers
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Metodologia Lean Six Sigma – Saiba o que é Seis Sigma

O mercado está cada vez mais concorrido. Por isso, todas as empresas buscam formas de se tornarem mais competitivas. Essa ideia não é apenas sobre sobreviver no mercado, mas obter lucros, criar planos de expansão e ter sucesso. O Seis Sigma é um método focado nisso.

Isso porque ele pode ser usado como solução para aprimorar o dia a dia das indústrias, a partir da identificação das melhorias nos processos. Em resumo, a estratégia permite mais qualidade nos produtos e serviços oferecidos, o que a torna mais competitiva no mercado.

O conteúdo foi criado a partir dos pontos importantes sobre o que é Seis Sigma, sendo dividido assim:

  • O que é Seis Sigma
  • Quais são os principais objetivos do Seis Sigma
  • Como implementar o programa Seis Sigma
  • Os mitos sobre o Seis Sigma
  • A metodologia Lean Six Sigma

O que é Seis Sigma

É uma metodologia usada por muitas empresas na busca pela melhoria da qualidade dos processos. Isso acontece através da eliminação das variabilidades, ou seja, diminuindo as chances de defeitos em cada etapa desses processos.

A ferramenta é conhecida internacionalmente e tem como característica principal o fato de usar medidas de variação estatística. No mundo corporativo, é uma frequência que mostra se a operação usa mais recursos mínimos do que seria necessário.

Quem criou o Seis Sigma

Esse método existe desde a década de 1980. E muita gente se pergunta quem criou o Seis Sigma. Na verdade, não se tem um nome único. Isso porque tudo aconteceu a partir das reuniões dos engenheiros da Motorola.

Eles usaram uma estratégia de 4 etapas que existia na década passada: medir, analisar, melhorar e controlar. Depois, ainda tivemos o DMAIC (definir, mensurar, analisar, incrementar e controlar), que já falamos aqui no blog.

A partir disso, os engenheiros da Motorola criaram o novo método. Mais tarde, a implementação veio com o nome do Jack Welch, o CEO da GE (General Electric).

Curiosamente, alguns estudiosos gostam de mencionar o nome de Walter A. Shewhart como criador do método. Isso porque em 1930 ele era estatístico e começou a prever o comportamento dos processos, buscando a probabilidade das máquinas serem descalibradas.

Quais são os Seis Sigma

Cada um dos Sigma vem representado por uma letra grega, que é usada como medida do desvio padrão. Assim, existe uma escala de variação do desvio padrão nesse método. O objetivo, obviamente, é chegar no nível mais alto, que é o nível 6.

Portanto, a escala do Seis Sigma mede o número de falhas ou defeitos por milhão.

  • 1 Sigma – 690.000
  • 2 Sigma – 908.537
  • 3 Sigma – 66.807
  • 4 Sigma – 6.210
  • 5 Sigma – 223
  • 6 Sigma – 3,4

Continue lendo para saber mais sobre os objetivos, a implementação e os cursos Seis Sigma.

Quais são os principais objetivos do Seis Sigma

Com tantos casos de sucesso após a implementação do Seis Sigma, foi possível notar vários benefícios dessa metodologia, atendendo aos objetivos que a estratégia se propõe a realizar. Por exemplo, eficiência, confiabilidade e economia para as empresas a partir dos processos.

Isso explica o principal motivo que leva os gestores a usarem esse método em suas empresas: manter o negócio competitivo no mercado.

E essa competitividade não vem apenas da melhoria nos processos internos. Porque também acaba chegando na apresentação de um serviço oferecido ao cliente com mais qualidade. Sem contar que auxilia na tomada de decisão dos gestores e líderes.

Como implementar o programa Seis Sigma

Para a implementação desse programa, uma equipe multidisciplinar deve estar envolvida. Logo, o mais indicado é que ao menos uma das pessoas tenha o curso Black Belt – veja mais sobre os cursos Six Sigma abaixo.

Antes disso, no entanto, vamos considerar as figuras importantes na implementação do Seis Sigma nas empresas.

Champion

É uma pessoa que terá a função de garantir que as barreiras para implementar o método, não existam. Também vai ser o responsável por disponibilizar recursos para a operação, aprovando ou reprovando propostas de melhorias e alterações nos processos.

Black Belt

É o líder da equipe nessa implementação. Ele vai conduzir todos os outros colaboradores nas etapas, ensinando as práticas e aplicando as ferramentas adequadas. É a partir dele que será possível identificar oportunidades de melhorias.

Membros

Os membros da equipe são fundamentais para o envolvimento na implementação. Assim, eles devem estar motivados, expondo conhecimento nos processos e comunicando mudanças. A ideia é coletar os dados para avaliar os processos.

Os cursos do Seis Sigma

Hoje em dia, o programa pode ser apreendido a partir de vários cursos de Seis Sigma. O melhor deles vai depender das funções de cada pessoa, assim como dos processos internos da empresa. Logo, uma certificação pode ser mais indicada do que outra para cada profissional.

Certificação White Belt

Esse é o curso de Seis Sigma indicado para profissionais que atuam em nível operacional. Isso porque os temas e as disciplinas auxiliam no básico do programa.

Certificação Yellow Belt

É outra opção que é para nível operacional. O que muda é que possui maior nível de conhecimento e com mais capacidade de gestão para pequenos projetos.

Certificação Green Belt

Agora, uma certificação do Seis Sigma para profissionais que atuam em projetos e visam a melhoria deles dentro da empresa. É um profissional que vai implementar o programa.

Certificação Black Belt

É para gerentes ou profissionais que ocupam cargos mais altos nas empresas. Eles desenvolvem projetos de melhoria e fazem o monitoramento.

Certificação Master Black Belt

Por fim, esse é o curso de Seis Sigma para os profissionais mais capacitados e experientes de uma organização. Geralmente, são líderes e conduzem os projetos, sendo também os responsáveis por eles.

Os mitos sobre o Seis Sigma

Já chegando ao fim desse conteúdo, considere que alguns mitos ainda existem sobre o que é Seis Sigma na indústria. A gente trouxe aqui ao menos 3 deles que ainda são difundidos. Veja!

O Seis Sigma só vale para fábricas

Na verdade, o conceito nasceu na indústria clássica. No entanto, o uso tem sido comum em todo ambiente que visa a melhoria dos processos, assim como a redução de erros, melhor atendimento ao cliente, etc. Por isso, pode ser útil em vários setores, segmentos e áreas.

A aplicação do Seis Sigma é burocrática

O modelo estratégico envolve cálculos matemáticos e estatísticos. No entanto, nem todos da equipe precisam ter domínio sobre isso. Inclusive, na implementação existem regras e procedimentos que podem ajudar na obtenção dos melhores resultados.

O Seis Sigma é apenas um programa de qualidade

O Seis Sigma é um método comprovado de identificação de falhas, melhorias e outras vantagens. Os benefícios fazem parte da implementação dele e pode ser um ativo valioso para empresa. Portanto, ele não é somente um programa de qualidade.

A metodologia Lean Six Sigma

Depois de toda essa introdução, agora chegou a hora de a gente mencionar sobre a metodologia Lean Six Sigma, que não é a mesma coisa que o programa Six Sigma. Na verdade, é uma união das duas estratégias: Lean Manufacturing e Seis Sigma.

Assim, podemos lembrar o que é a Lean Manufacturing ou Manufatura Enxuta: objetiva a eliminação dos desperdícios. Nós já explicamos o que ela é, os benefícios, os princípios e a aplicação nesse outro conteúdo. Se você não leu ainda, poderá fazer isso em breve.

Dessa forma fica fácil entender como funciona a metodologia Lean Six Sigma: maior eficiência nos processos a partir da redução da variabilidade e também da eliminação de desperdícios.

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.

Este artigo foi útil? Avalie

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Posts relacionados

trocar os móveis da oficina

Quando trocar os móveis da oficina?

Você sabia que o ato de trocar os móveis da oficina pode mudar completamente a visão que seus clientes tem do seu estabelecimento? Oferecer uma

Bancada de Oficina: Como Escolher

Bancada de Oficina: Como Escolher?

Uma boa bancada de oficina é algo indispensável para um dia a dia de trabalho seguro, confortável e com maior eficiência. Apesar de a escolha

principais móveis para oficina mecânica

Principais móveis para oficina mecânica

Se você é mecânico e está montando seu negócio, precisa saber que móveis para oficina mecânica são essenciais! Muitos empresários pensam que apenas mão de

E-book: Guia para aumentar a produtividade do seu negócio!

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.

@CMB, Inc. 2020.